Entenda o que é pneumotórax

19 de julho de 2016

Pneumotórax secundário é mais comum em homens e fumantes.

O pneumotórax ocorre quando o ar penetra no espaço pleural, região entre o pulmão e as costelas, impedindo que os pulmões se expandam adequadamente. Pode ser classificado como espontâneo (primário, secundário ou neonatal) ou adquirido (iatrogênico, barotrauma ou traumático).

O pneumotórax espontâneo primário ocorre em pacientes sem doença pulmonar evidente. Alguns estudiosos acreditam na diferença de pressão entre a base e o ápice do pulmão como sendo a causa. Outros afirmam que o crescimento rápido da caixa torácica dos adultos jovens é acompanhado pelo pulmão com isquemia e pouca vascularização do ápice, com consequente formação de bolhas. O rompimento dessas bolhas gera o pneumotórax primário.

O espontâneo secundário é consequência de alguma complicação da DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), enfisema bolhoso, asma ou rolha de secreção. Esse tipo de problema é mais comum no adulto jovem, principalmente se ele for homem (a doença atinge seis vezes mais o sexo masculino) e fumante. A incidência geral na população é de cinco a dez casos por 100.000 habitantes. Já entre homens jovens é de um a cada 500.

O pneumotórax adquirido é resultado de fatores externos. Existem três tipos. O iatrogênico é resultado de algum procedimento médico invasivo que resultou na penetração de ar dentro dos pulmões, seja uma simples cirurgia diagnóstica para coleta de líquido pleural até biópsias. O pneumotórax por barotrauma surge em decorrência de pressão exercida sobre os pulmões. Já o traumático ocorre, como o próprio nome diz, em casos de traumas sofridos pelos pulmões, como em um acidente automobilístico, por exemplo.

Relacionados